Twitter icon




O que faz o Papa Francisco ser tão especial?

A reencarnação de São Francisco de Assis

:: Informação esotérica de extrema controvérsia ::

Publicado por ALMAS VELHAS em • Fonte: Kryon

Jorge Mario Bergoglio, o atual Papa que foi eleito em 13 de março de 2013, é o primeiro Papa nascido no Novo Mundo. Ele escolheu o nome Francisco em homenagem de São Francisco de Assis, um nome inspirado pelo cardeal brasileiro. Na primeira audiência dele que teve com os jornalistas ele contou:

"Ele abraçou-me, beijou-me e disse-me: 'Não te esqueças dos pobres!' e aquela palavra gravou-se-me na cabeça: os pobres, os pobres. Logo depois, associando com os pobres, pensei em Francisco de Assis. Em seguida, pensei nas guerras, enquanto continuava o escrutínio até contar todos os votos. Francisco é o homem da paz. E assim surgiu o nome no meu coração: Francisco de Assis"

O Papa tem uma enorme popularidade e força transformativa, mas por que?

Atual basílica de São Francisco de Assis na Itália

São Francisco de Assis, nasceu na Itália em 1181 e viveu por apenas 45 anos. Ele não era um padre, era um frade católico ortodoxo que adorava Deus com enorme intensidade. Ele era um seguidor muito fiel da pureza de Cristo. E em sua pureza ele viu o que Papa da época, o Inocêncio III, estava fazendo. O que o Francisco percebia que o Papa era um trapaceiro. O Papa vendia o perdão de pecados.

Francisco falava nas reuniões abertamente sobre aquilo e muitos pessoas começavam a segui-lo por ser um homem muito compassivo e popular. Ele chamou até atenção do próprio Papa porque alguns dos padres começavam a quitar o serviço na igreja para seguir o frade.

Quando Francisco com seu pequeno grupo de seguidores finalmente chegou a Roma, provavelmente em 1209, ele apresentou as suas exigências e os dois fizerem um acordo que disse basicamente seguinte:

O Papa iria parar com a cobrança por perdão de pecados e que voltaria a doutrina original.
O Francisco pararia com a evangelização e com as reuniões e em retorno o Francisco iria receber dinheiro do Papa para construir o eremitério para os que o seguem onde haveria espaço para os animais e para os leprosos que Francisco cuidava pessoalmente.

Francisco subornou o Papa.

Havia aqueles que viram os estigmas nas mães dele. Kryon afirmou que eram sinais causados por lepra que ele pegou no eremitório cuidando dos doentes. Houve muitas curas dos leprosos.

Na basílica de São Francisco de Assis, na Itália há um quadro pintado na parede contando a história desse encontro com o papa. A pintura mostra a lista desse acordo que os dois assinaram. Os guias da basílica dizem que a lista contém pecados do São Francisco. Não, era a lista dos items que o frade exigiu do Papa Inocêncio III.

Em 2017 Kryon revelou:

O Papa Francisco é a reencarnação de São Francisco de Assis. Quando estudamos a vida de Francisco de Assis algumas histórias fazem sentido e outras não. Francisco era muito popular porque tinha integridade e amava Deus. Ele via coisas que outros não enxergavam e ele se tornou muito atraente para outros por isso. Padres deixavam a igreja e tornavam-se Franciscanos.

Francisco disse ao Papa: "você tem que terminar com a cobrança por perdão de pecados. Isso não é correto. É fora de integridade". O Papa revidou: "se você se acalme, e afirme que está me seguindo e desista de reuniões públicas, eu faria aquilo que me pediu". O Francisco subornou o Papa. Ele mudou a igreja. Até hoje há uma pintura desse acordo, quando os dois assinaram.
Quadro pintado na parede da basílica de São Francisco de Assis que ilustra o acordo entre Papa Inocêncio III e o Francisco

No Vaticano existe um órgão, um conselho chamado de Cúria Romana que representa os que decretam regulamentos referentes à igreja católica. O papa anterior, o Bento XVI nascido Joseph Ratzinger, era, aliás membro desse conselho.

Um Papa, por exemplo, que gostaria de criar uma possibilidade para mulheres serem sacerdotisas, como o João Paulo II tentou na década de noventa, precisa apresentar o requerimento diante do conselho a ser examinado e aprovado. A proposta do João Paulo II foi descartada na época. O Papa não tem liberdade de fazer declarações que iriam afetar toda a igreja.

Mas o Papa Francisco faz exatamente aquilo e ele aprendeu a fazer isso durante voos, nas viagens dele, junto com a imprensa. Assim que começou a onda de perdão dos homossexuais e outras. Coisas que precisassem passar pela Cúria Romana primeiro. E para os não católicos as afirmações do Papa soam como aquilo que a igreja católica representa atualmente tornando-se realidade sem ser aprovado por conselho.

Há pessoas que talvez se perguntam que o Papa possivelmente corre risco por causa disso e resposta é sim. E quem seria o mais provável inimigo dele? Bem, não precisamos procurar longe, é a igreja.

O Papa Francisco é um "wild card", uma pessoa transformativa com impacto único na história humana. Ele faz toda a diferença e está fazendo mudanças necessárias na igreja. E ele ainda tem a integridade como o São Francisco de Assis teve.


Origem de conhecimento
O artigo é livremente composto de diversas informações originalmente canalizadas por Kryon em centenas de eventos públicos e gravadas simultaneamente em áudio. As gravações estão disponíveis em português em: kryonportugues.com.br