Twitter icon




A medicina, especificamente a medicina esotérica, tem usado algo por séculos que ela mesmo realmente não entende. Os que aplicam homeopatia sabem que ela funciona, mas não sabem o porquê. Ela é misteriosa porque utiliza uma tintura pequena demais para reagir quimicamente. O ser humano ingere uma tintura que está sendo absorvida normalmente debaixo da língua.

Homeopatia foi dada a humanidade diretamente pela Fonte Criativa a fim de fornecer um método simples de cura nas épocas quando humanidade ainda mergulhava na escuridão e a ciência médica nem existia.

A ciência médica não da crédito a homeopatia porque uma dose de tintura, em qual existem apenas poucas partes por milhão que é quase imensurável, não poderia ter possível poder químico agindo no corpo do paciente. A tintura homeopática apresentada ao corpo tem poder de outra natureza: o poder conceitual ou informativo comunicando-se com o que é chamado de corpo inteligente inato ou simplesmente inata. Homeopatia não trata do equilíbrio químico no corpo humano como a medicina alopática moderna.

Não é o inteleto, não o seu cérebro e não é a sua química corporal em três dimensões que age às tinturas. São indicações quimicamente minúsculas que são pequenas demais para iniciar uma reação, mas o seu corpo inteligênte (a inata) vê-las instantaneamente. A tintura é um sinal, uma informação para o corpo a se curar. É um comando a iniciar a recuperação. A tintura não está sendo guiada a lugar algum, mas a inata vê a intenção e sabe imediatamente o que fazer. Inata começa a curar onde sabe que deve curar. Existem inúmeros tipos de tinturas e eles são conhecidos por trabalhar sem orientação nenhuma. Há processos em nosso corpo envolvidos que ainda estão desconhecidos.

Resumindo: através de homeopatia ou outros métodos como a acupuntura a inata recebe um sinal externo que possui um comando específico de informação para iniciar a cura física. O nosso corpo está projetado a curar a si mesmo, mas há uma condição que depende de livre arbítrio do chefe do veículo terrestre, que é a consciência humana. O corpo só espera por nosso comando positivo, mas as vezes tudo que recebe é dúvida ou descrença da nossa mente. Nessa condição o corpo desenvolve desequilíbrios chamados de doenças. A homeopatia representa o sinal necessário para iniciar a cura. A tintura tem uma signatura do propósito.

O que é homeopatia da conciência?

A construção da ponte entre a inata e a nossa conciência humana

A inteligência inata coopera com a benevolência do ser humano, com a sua intenção de recuperar a saúde. Ela está conectada ao blueprint (molde genético) e sabe exatamente o que você está dizendo em palavras faladas em voz alta. Inata entende o seu idioma verbal.

O que seria se você pudesse instruir o seu corpo usando palavras do mesmo modo que a tintura homeopática faz? Quanto mais refinadas suas instruções se tornam, mais benevolência é vista pela inata, a sua intenção torna-se comando ao corpo de curar-se através do molde genético que existe nas células-tronco.

A tintura homeopática faz o mesmo trabalho. Ela dá comando energético à inata para iniciar o processo de cura. Não a química que está ativa. É a intenção que foi colocada na tintura. O médico homeopata que desenhou a tintura pôs uma intenção, um comando que se realiza no corpo do paciente.

Homeopatia da consciência é um processo que inicia o diálogo entre a nossa consciência e da inata, construindo uma ponte que não existia entre diferentes partes do nosso ser. Falando conosco mesmo instruímos a inata iniciar a cura. A inata está programada a "ouvir" o chefe que é a nossa consciência e ela começa a seguir as instruções. Esse processo nunca foi ensinado a nós e seria severamente desacreditado em nosso passado pela consciência coletiva e até hoje ainda permanece em muitos campos.

Hoje estamos na beira à uma nova fase da consciência humana que entende e permita a auto-cura. Quantos seculos precisamos para aplicamos processos externos de cura para chegar a conclusão que a nossa própria consciência benevolente fornece o melhor caminho para isso? E o caminho funciona de cima para baixo. Consciência mandando a estrutura celular a fazer aquilo que é o mais saudável.

Querida inata, essas são as suas instruções:
Não tenho certeza o que está em desequilibrio ou por que nesse momento.
E se há algo que é necessario a ser mostrado para mim, então me mostre pela intuição!
E aqui são as coisas, que são parte de "eu sou", que estou mandando a tratar... Vá e faça!

Há uma tendência por parte de almas velhas compassivas de falar com a inata como se fosse uma pessoa. E você fala: obrigado por isso e aquilo, por favor..., estou tão feliz..., mas ela está ouvindo sempre. Não precisa direcionar-se a inata dessa forma. Não é necessario pedir.

E se você pudesse entervistar a inata agora, ela diria:

obrigado, por fazer isso, porque é aquilo que nós (as células) precisamos. Precisamos realmente disso. Precisamos de instruções e não desejos ou esperanças. Nos não peça, fale o que fazer!

A inata é você. É sobrevivência. Isso é diferente de meditar ou fazer preces por algo. É construir uma conexão que não existia antes. E a inata ira usar a via da intuição para se comunicar conosco do modo semelhante como faz o espírito.