Twitter icon




Para entender o que segue pedimos que você suspende as suas crenças por uns instantes dessa leitura. É uma visão maior da benevolência da Fonte Criativa.
Todos nós, queridas almas velhas, vimos a Terra ser formada num modo que dispensa a dimensão do tempo. Nós estávamos aqui tendo olhos do espirito e não do ser humano. E se prestar atenção vai perceber um plano, um belo plano para a nossa galáxia. Vamos então pensar grande.

Quando o universo foi criado, houve muitas outras galaxias. Utilizamos frequentemente o termo galaxia e universo em modo aleatório, mas eles significam algo diferente. Quase tudo do que falamos a respeito da vibração que está aqui em nosso planeta refere-se apenas à nossa galaxia. Há outras, próximo da nossa, e lá tem tanta vida quanto em nossa, mas ela é diferente. As galaxias têm a sua própria vibração e em todas elas há muita vida. Há sistemas espirituais e físicos em todas elas. E há muito tempo envolvido em cada das galaxias. Vamos falar apenas da nossa galaxia, chamada de Via-Láctea.

Quando a galaxia era em formação houve um plano: quais dos planetas seriam semeados em qual momento. Qual dos planetas teria cenário de livre arbítrio para receber almas da Fonte Criativa, as nossas almas. Quais planetas teriam o mesmo cenário que temos tendo no nosso planeta. Mas isso requer um plano de vida porque a galaxia em toda a sua extensão tem a mesma idade. A maioria das estrelas foi criada no mesmo período. Então os bilhões de anos que são necessários para ciar a galáxia geram estrelas e sistemas planetários da mesma idade. Mas isso não iria funcionar com o nosso planeta por que a Terra precisava ser em processo evolutivo, no qual estamos agora, e não no estado inicial da galaxia. Vamos explicar melhor. É preciso de uma sequência de sistemas solares e planetas que iriam semear um a outro depois de estar em estado de acensão. É preciso que espirito propositalmente retarda a vida em certos sistemas solares e planetas, aquilo que chamamos do processo biológico evolutivo. Você pode perceber que existe um plano maior, um que é maior que jamais alguém esperava.

Por padrão a vida começou nesse planeta no mesmo tempo que nos outros, mas precisava ser retardada. Em toda a sua extensão do tempo a vida biológica na Terra foi parada quatro vezes. Levou cinco vezes que até a vida microbiológica tinha começado. E isso porque vida é um processo totalmente natural. É algo que se forma por si mesmo envolvendo todos os processos ao seu redor. Além da Terra há vida em nosso sistema solar e isso iremos descobrir ainda, mas não é vida humana. Um dia no futuro quando seja analisada, o DNA será descoberto. Os blocos da vida são os mesmos em todas as vias pela galaxia. O processo básico da vida é o mesmo em qualquer lugar. As forças que criaram a Terra, criaram qualquer outro corpo celeste. E apesar que você acredita que somos únicos, os processos que iniciaram a vida são em qualquer lugar os mesmos. Mas em caso da Terra o início seria cedo de mais. E vida biológica tinha que ser parada e reiniciada novamente múltiplas vezes.

Há aqueles que dizem que o universo foi criado do nada. Isso não é o caso. A verdadeira criação desse universo contraria as regras de física que entendemos atualmente. Não era uma explosão de luz (referindo aqui à teoria de big bang). Aparentemente tudo foi criado, a partir de um ponto inicial, mas era feito através de mudança dimensional. Quando as membranas de realidades colidem uma com a outra, um novo universo está sendo criado. Não era o big bang. A dimensionalidade que experimentamos agora no universo físico foi criada a partir de outra dimensão. Não é a primeira vez que isso acontece. Quando você vê a infinidade do universo e talvez pensa que isso é tudo que existe, mas há muito mais. É parte de multiversos que estão além da nossa percepção. E tudo foi criado pela Fonte Criativa Central.

Qual é grandeza de Deus?
É grande o suficiente para criar os universos ao nosso redor e pequeno o suficiente para estar no seu coração!


Quando a vida foi parada aqui na terra, ela floresceu nos outros sistemas. Muito antes dos dinossauros na Terra houve civilizações avançadas nas outras constelações, almas da Fonte Criativa encarnadas nos corpos humanos parecidos muitíssimo conosco, passando por seus processos evolutivos nas suas linhas de tempo com sua própria dualidade e sabedoria da luz e da escuridão. E eles admiravam as estrelas questionando as mesmas coisas que nós hoje: há vida lá fora?
E apenas quando eles passaram por marcador deles, como nós passamos pelo o nosso em 2012, começou a sua evolução espiritual descobrindo a multidimensionalidade da sua própria força vital e instantemente eles sentiram a vida dos outros sabendo intuitivamente que não estavam sozinhos. Agora você entende o que ira acontecer aqui um dia?
Houve uma série de sistemas solares como o nosso, mas o puzzle era sempre o mesmo: será que os habitantes iriam encontrar Deus interior? Alguns, desses sistemas também foram retardados, assim a vida começava num determinado ponto de tempo e depois num outro sistema e mais tarde num outro ainda. Assim que um sistema entrou em estado de acensão ele poderia se tornar parentes espirituais do próximo, plantando sementes para uma raça do futuro. Eis a história de criação nos muitos planetas semelhantes ao nosso.

Ao mesmo tempo, não havia vida na Terra. Nessa altura a vida começou e terminou três vezes. Não era difícil de terminar a vida terrestre. Tudo que era necessário é deixar entrar os vulcões em erupção que iriam cobrir o planeta de cinzas por cem ou duzentos anos. E a vida não iria existir mais. A Terra tinha que começar novamente. Então quando a Terra era ainda uma rocha quente, muitas civilizações nas outras constelações passaram por aquilo que estamos passando agora e uma vez que graduavam para estado de ascensão, tornavam-se parentes da próxima. Já é 12. ou 13. vez que fazemos esse trabalho na galáxia. Pelo que sabemos houve 8 planetas antes do nosso que atingiram a acensão. Algumas das civilizações não conseguiram. Elas nunca graduavam passando uma dualidade de sobrevivência. Algumas se destruíram com livre arbítrio. Algumas estão ainda em modo de sobrevivência e nunca superaram isso. Estão distantes de mais para saber um do outro exceto os em ascensão porque a multidimensionalidade permite a eles ver toda a vida. Sabia que quando se tornaria multidimensional como ser humano, quando o seu DNA ira operar na mesma frequência de um mestre, você se conecta à Fonte Criativa? E isso permite a você ver as almas em qualquer lugar.

Entretanto, a Terra foi concedida a permissão de começar o processo da vida. Isso levaria centenas de milhões de anos para chegar a ponto evolutivo biológico em qual estamos agora. A vida não pôde começar aqui mais cedo porque precisava de uma certa prontidão. A vida precisava ter uma certa idade, precisava ser nova e nós somos novos. Os humanoides não está aqui por muito tempo. E seres humanos com semente criativa (divina) por muito pouco tempo, há cerca 52.000 anos desde Lemúria. O timing foi proposital. Isso é complexo.
Há aqueles que perguntam a que momento os seres humanos receberam as suas almas? Existe um certo tipo de alma que a vida possuí em geral, mas não uma alma com eu superior, uma que está equipada com escolha de dualidade e mestria, uma com livre arbítrio de vibrar a qualquer altura ela quiser. Isso é um puzzle que está restrito a um único planeta por vez na galaxia inteira. Um único planeta por vez. Justamente agora é a nossa Terra, mas houve muitos outros antes de nos porque a galaxia é velha. Constelação por constelação dentro de últimas 16 rotações da galaxia ao seu centro, chamadas também de "rev" (de ingl. revolutions) há vida inteligente. Cada rev leva 240 milhões de anos terrestres e é padrão de medida do tempo das raças interstelares.

No estudo da geologia do planeta Terra você ira descobrir um puzzle que não faz sentido. Muito tempo levou ao certo momento quando nós seres humanos poderíamos começar. E de repente você poderia observar uma aceleração de desenvolvimento que permitia o processo de prosseguir até a humanidade, uma evolução acelerada e controlada. Quando você compara a idade da galaxia com a da Terra, percebe que a vida é tão nova aqui. Quando os cientistas irão aplicar simulação computacional, vão perceber que a evolução nossa era completamente proposital e não randômica. Somos os novos bebes na Via-Láctea e passamos a marcação de 2012 à direção a acensão. 2013 começou a recalibração. 2014 era primeiro ano da nova época. Estamos no ano 6 (agora em 2019). O que sabemos sobre alguém que tem apenas 6 anos? É apenas inicio. Começamos a aprender o que é o processo da sabedoria, saindo da consciência de sobrevivência. A evolução espiritual apenas começou e vai passo a passo. Iremos descobrir novos processos de governança, novos caminhos de combinar recursos, invenções que fornecerão acesso a água e energia livre, sabedoria a não matar um, a outro, uma atingível beleza da vida sem doenças. Isso soa bom de mais para você? Vira um dia que todos os recursos naturais que usamos hoje não serão utilizados mais, porque teremos a física multidimensional. Isso só pode ser dado a uma raça acelerada.

Agora vai a grande pergunta: quando a Terra estava lá com vulcões entrando em erupção e todos os outros planetas estavam em processo de acensão e semeadura, acensão e semeadura... onde estava você? O que acha onde você esteve? Alguns dizem: estávamos esperando pelo momento certo para vir ao planeta como seres humanos. Certo..., e quando você estava esperando, o que fazia? Vamos então revelar quem você é.
A sua alma é muito grande. Talvez nem consegue apreciar a grandeza de quem você é. Tudo mundo que está aqui no planeta participava em cada planeta de livre arbítrio em últimos quase 16 revs. Você é tão velho quanto a galaxia e faz parte do primeiro planeta e do segundo e do terceiro, etc. Essa é a definição verdadeira quem é a alma velha. Mas nesse momento o seu registro akashico apenas contém aquilo que aconteceu aqui na Terra. O akasha humano terrestre tem um pouco mais que 52.000 anos. Carregamos o akasha em nosso DNA. Quando lembramos de certas habilidades aprendidas no passado, é por causa das experiências terrestres. Mesmo sendo assim, alguns de nos acordam para uma verdade maior, além do akasha terrestre. Akasha interstelar significa recordações de vidas em outros planetas que participamos. O nosso atual akasha está começando a se tornar multidimensional, um akasha acima de outro. São vidas passadas e além disso planetas passados e alguns sabem exatamente do que estamos falando.

Em nossa ficção cientifica os que são de outros planetas parecem estranhos. Mas, na verdade, eles não são. Eles se parecem conosco, porque o processo de vida na galaxia é semelhante em qualquer lugar ou planeta. E é DNA, os blocos de vida. E o DNA desenvolve de certa maneira. Talvez há diferentes cores e tamanhos. Mas são humanoides. E nos já falamos sobre o que você tinha feito quando a Terra estava esfriando. Você era muito atarefado nos outros mundos. Acha que está preparado para isso ou não? Claro que sim. Você passou por tudo isso antes. Você era até aquilo que chamamos de nossos próprios pais espirituais. Isso é reencarnação interstelar numa linha de tempo de 5 bilhões de anos (terrestres) e isso apenas nessa galaxia. Antes desse universo foi criado você estava num outro. E lá nós eramos família também. Um dia a Terra ira entrar na quarta dispensação, a dispensação de acensão onde teremos akasha amplamente aberto e saberemos exatamente quem somos.

Dentro de você, muito profundo, está a lembrança da mestria. Por dento você está muito impaciente de chegar lá. Está olhando pros céus para que as coisas acontecem. Intuitivamente sabe da grande física. Você espera por ela enquanto está aqui. Quando vê a negatividade do planeta, você só espera aquilo se dissolver como já aconteceu no passado. Você sabe que a batalha entre luz e escuridão é temporária. Você já viu um planeta em acensão muitas vezes. Não precisa apressar as coisas. Você chegará lá de qualquer modo porque é isso que faz. E o seu akasha ira acordar. Na verdade, o akasha acordando ira dar as invenções do futuro por que os físicos do futuro são crianças de hoje. Eles já estão aqui. A verdade é que você é antigo e a sua alma é para sempre. E você está fazendo isso há muito tempo.

Nós, Terráqueos, somos a mais nova face galática. Antes de nós, eram os Pleiadianos e antes deles os de Arcturos e os de Órion e Siruis. Hoje todos eles em estado de acensão, maravilhosos, interdimensionais, interstelares, quase angelicais, inimaginável de ponto de vista do nosso degrau de desenvolvimento. Somos os mais novos. E carregamos dentro de nosso DNA a linhagem das raças ascendidas porque uma semeia a próxima. Em menos de um quarto de uma rev (60 milhões de anos) seremos nos para dar a luz a uma nova face na galaxia da qual o planeta está sendo preparado agora.

Isso tudo é reencarnação estelar, akasha estelar, fractais de consciência galática. Sistema por sistema estamos mudando a beleza e a frequência do centro galático com a nossa presença, obra gigantesca, obra divina da qual sabemos muito pouco nesse lado do véu, mas da qual sabemos de tudo quando (desencarnados) estamos junto na coletiva da Fonte Criativa Central chamada também de Deus.