Os planetas do sistema solar causam uma distorção momentânea e constante no campo quântico do sol. Eles "puxam" com a sua gravidade no corpo da nossa estrela central. Eles formam com certos ângulos e posicionamento uma imagem de distorção quântica. Essa imagem está impregnada em cada partícula do vento solar que "sopra" pelo sistema solar. As partículas são eletricamente carregadas e precisam dois a onze dias para alcançar a Terra.

A rede magnética da Terra que é uma rede de comunicação. Ela absorve o vento solar que se expressa nas certas latitudes como efeito visto acima, conhecido como AURORA BOREAL.

Agora a informação da imagem quântica solar está na Terra. A aura de ser humano tem 8 m de extensão e possui atributos magnéticos. O campo magnético terrestre transfere através de indução magnética a informação (constelação do sistema solar) para o ser humano.

A alma está entrando no corpo humano na primeira respiração que significa o começo de vida individual. A imagem do sistema solar "gravada" no momento do nascimento é mais forte do que de outra data qualquer e acompanha o indivíduo a vida inteira. Para criar o mapa astral precisa se por isso apenas esses dados de nascimento (data, hora e lugar).

A astrologia conhecida hoje em dia tem no máximo 12.000 anos e é uma ciência elegante com atributos físicos e não apenas esotéricos.